Compartilhar

Há mais de 35 anos que a AREV, a Assembleia das Regiões Europeias do Vinho, defende as regiões vitícolas e os seus territórios.

Desde 24 de junho de 2022, a AREV manifestou a sua mais firme oposição ao projeto de regulamento SUR. Esta diretiva visava reduzir drasticamente a utilização de produtos fitofarmacêuticos, sem ter em conta as observações legítimas das profissões em causa. A Comissão, ditada unicamente por uma agenda ambiental e sem ter em conta os pilares económicos e sociais do mundo rural, continuou a manter este projeto apesar dos nossos apelos. Sem rentabilidade não há sustentabilidade, nem social nem ambiental.

Embora a AREV sempre tenha desejado evoluir para uma Europa mais verde, nunca quis que essa transição fosse feita com o risco de pôr em causa a sustentabilidade económica e social dos nossos viticultores e agricultores europeus que desenvolvem o mundo rural e cuidam do nosso ambiente.

Apesar dos numerosos comentários e observações da AREV, a Comissão Europeia continuou a ouvir com particular atenção as palavras de cariz ambientalista, ignorando o sentimento crescente de uma revolta iminente no campo contra as decisões que iam ser tomadas sem qualquer ligação com a realidade no terreno.

Foi preciso que os tractores entrassem em Bruxelas para que o que ontem era impossível se tornasse possível, ou seja, para que esta proposta fosse eliminada de uma só vez. Não se trata de polarização. Tecnicamente, trata-se de regras inadequadas, em termos de falta de análise contextual, de falta de informação real no terreno, de falta de ferramentas no seu termo global e de falta de prazos de implementação.

Embora a AREV se congratule com a decisão de suspender a diretiva SUR, que é prejudicial à viticultura na sua forma atual, a AREV permanecerá vigilante e atenta às próximas propostas de uma nova versão da diretiva SUR II.

Com esta decisão, a AREV congratula-se com a abertura, no dia 25 de janeiro, de um diálogo estratégico sobre o futuro da agricultura. A AREV pede que este diálogo estratégico não seja uma cortina de fumo mas sim uma oportunidade para sensibilizar a opinião pública para as dificuldades que a viticultura europeia enfrenta.

A AREV fará com que a voz das regiões vitícolas europeias e dos seus viticultores seja ouvida.

 

 

Picture Credits: EP Plenary Session. 6 February 2024
Photographer: 
Frederic MARVAUX
© European Union 2024 – Source : EP