Avançar para o conteúdo
Portada » Notícia » A AREV apela ao diálogo e ao equilíbrio na adopção do relatório do BECA pelo Parlamento Europeu em 15 de Fevereiro próximo

A AREV apela ao diálogo e ao equilíbrio na adopção do relatório do BECA pelo Parlamento Europeu em 15 de Fevereiro próximo

A AREV aplaude a decisão dos deputados europeus de não votar o relatório BECA sem primeiro tentar modificá-lo de modo a evitar a confusão que contém actualmente, o que não distingue entre consumo responsável e moderado de vinho e abuso de álcool. O Parlamento Europeu examinará o relatório do Comité de Combate ao Cancro (BECA) na terça-feira, 15 de Fevereiro, em sessão plenária.

A AREV congratula-se com o facto de um número suficiente de Eurodeputados ter apoiado a introdução deste debate, motivado pela emenda proposta pelo Eurodeputado Herbert Dorfmann, e de a trazer para o Parlamento Europeu como um todo. A aprovação deste relatório BECA, sem esta alteração, poderia ter consequências muito negativas para o sector vitivinícola, a sua produção e consumo e para todas as raízes económicas, sociais e culturais ancestrais das regiões europeias e para a Dieta Mediterrânica, reconhecida como Património Cultural Imaterial da Humanidade.

A AREV apoia fortemente a implementação de acções de combate ao cancro, mas considera que a noção de consumo responsável deve estar no centro das políticas de prevenção e de luta contra o consumo excessivo, e que este deve ser o objectivo de todos.

A AREV confia que este organismo aplicará um critério de avaliação e uma visão transversal do impacto deste relatório para o debate e tomada de decisões, procurando uma posição equilibrada entre todos os interesses e actores envolvidos. Após esta primeira etapa de debate, será necessário que a emenda seja votada em plenário.