A AREV deplora a decisão dos EUA de manter tarifas especiais sobre o vinho europeu

COMUNICADO DE IMPRENSA

A AREV lamenta a decisão do governo dos EUA e exorta as instituições europeias a intensificarem os seus esforços para encontrar uma solução.

Bruxelas, 14 de agosto de 2020 – A Assembleia das Regiões Vitivinícolas Europeias, AREV, lamenta a decisão do governo americano (representante do Comércio dos EUA) de manter direitos aduaneiros excepcionais de 25% sobre os produtos de vinho europeus importados, apesar do cumprimento dos Estados-Membros europeus no dia 14. em julho passado sobre o auxílio concedido ao fabricante Airbus.

Esta decisão, que já custou à economia do setor vitivinícola europeu mais de 950 milhões de euros em menos de nove meses, penaliza-o pesadamente porque já está a pagar um preço elevado devido às lamentáveis ​​consequências da Covid-19.

A viticultura europeia necessita de intensificar o apoio que a Europa lhe dá para fazer face às consequências desta decisão. É essencial não só para o futuro do sector, mas também para os impactos que o seu enfraquecimento pode ter ao nível socioeconómico, paisagístico e ambiental das regiões vitivinícolas.


Contato: Aynard de Clermont Tonnerre (Adjunto da Secretaria Geral)
Telefone: +33 6 34 42 69 44
E-mail: arev@arev.org

Este artigo também está disponível em: Deutsch English Español Français Italiano